Núcleos e Laboratórios de Pesquisas

 

Os núcleos e laboratórios de pesquisas do DLLV são constituídos por professores, alunos de graduação e pós-graduação, participantes de programas de iniciação científica ou similares, congregados em torno de projetos de pesquisa e de atividades acadêmicas afins, objetivando a formação de recursos humanos especializados, a produção científica e a divulgação de seus resultados.

 

ALERS – O Setor do Estado de Santa Catarina do Atlas Lingüístico Etnográfico da Região Sul insere-se num projeto maior, integrado pelas três Universidades Federais do Sul do Brasil (UFRGS, UFSC, UFPR).

CIL – O Centrum Inuestigationis Latinitatis é um núcleo de estudos de latinidade que propicia união, realização, fomento e expressão de atividades relativas à cultura romana, mormente à língua e à literatura, no âmbito acadêmico da pesquisa, do ensino e da divulgação. O CIL congrega professores e alunos de diversas áreas e instituições.

FONAPLI – O Laboratório  de Fonética Aplicada desenvolve, com estudantes de graduação em Letras e Fonoaudiologia e doutorandos e mestrandos do Programa de Pós-Graduação em Linguística, estudos nas áreas de Fonética acústica e articulatória, Interfonologia português brasileiro-francês, Processamento da fala (Síntese e Reconhecimento), Aquisição da linguagem, pesquisando também nas interfaces semântica-sintaxe-prosódia/entoação. Através dos projetos de que participa, o FONAPLI tem parcerias com universidades brasileiras e estrangeiras: Projeto AMPER (Universidade de Aveiro e as universidades federais do Rio de Janeiro, do Pará), Projeto IPFC (trabalhando em conjunto com pesquisadores de universidades do Japão, Suíça, Itália, França, Alemanha, dentre outros).

LABFLOR –  O Laboratório Floripa em composição transdisciplinar: arte, cultura e política se propõe a ser um espaço interinstitucional, com o propósito de se aprimorar no uso das novas tecnologias para a comunicação entre pesquisadores de outras instituições e edição de material para disponibilização aos pesquisadores. Seu principal objetivo é enfrentar não somente os desafios teóricos e metodológicos que se colocam à comunidade intelectual com profundas mudanças por que passa a cultura, mas também responder a estas mudanças, incorporando as principais inovações tecnológicas que colocam em cheque os papéis e alcances das culturas orais e escritas dentro e para a produção intelectual contemporânea. Participam do Labflor pesquisadores das seguintes instituições: Letras (UFSC), História (UDESC), Letras (PUC/Rio), Direito (UFF), Sociologia (UFF), IMMUB (Instituto Memória Musical Brasileira).

LABTAL – O Laboratório de Tecnologia de Análise Lingüística procura ser uma alternativa confiável para a realização de análises de fenômenos lingüísticos de qualquer natureza através do uso de recursos tecnológicos computacionais. O LabTAL tem seu próprio projeto de pesquisa, denominado Tecnologia de Análise Lingüística: uma abordagem integrada, que diz respeito à produção de corpora anotados com informações lingüísticas de todos os níveis de análise, com ênfase na codificação de relações anafóricas em inglês e português.

LAPLE – O Laboratório de Produtividade Linguística Emergente desenvolve projetos de pesquisa na área de processamento de leitura e aquisição de linguagem.

NEBEN – O Núcleo de Estudos Benjaminianos reúne pesquisadores-debatedores dos escritos de Walter Benjamin e as teorias de outros filósofos da modernidade em suas ligações com a literatura em específico e com as artes de modo geral.

NEG – O Núcleo de Estudos Gramaticais, surgido de uma série de discussões que congregava professores de diferentes matrizes teóricas, mas com um interesse comum, aborda a gramática gerativa, sua metodologia, seu objeto de estudo e sua epistemologia.

NELA – O Núcleo de Estudos em Linguística Aplicada, criado em agosto de 2009, desenvolve projeto de pesquisa e atividades afins, com o objetivo de formar recursos humanos especializados, produção científica na área de Linguística Aplicada e a divulgação de seus resultados. O Nela está vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal de Santa Catarina.

NELIC – Núcleo de Estudos Literários e Culturais atua na área de Crítica Textual e Crítica Cultural. Constitui-se em laboratório para formação de alunos de graduação e pós-graduação na atividade de pesquisa, dando-lhes condições de trabalho e experiência acadêmica efetiva.

NEPOM – Aberto ao sentido amplo de musicalidade e de vocalidade como seus principais interesses de pesquisa, o Núcleo de Estudos Poético-Musicais  tem como objetivo principal desenvolver e apoiar os estudos nessa dimensão temática, focalizando as mais variadas expressões culturais e simbólicas sob diferentes abordagens teóricas. O Núcleo tem como ênfase de sua produção os estudos acadêmicos no âmbito da pós-graduação, graduação e ensino médio, tendo como princípios a troca, a interação e a colaboração mútuas nas pesquisas bem como na concepção e organização de eventos abertos e de acervos áudio-visuais específicos.

NES O Núcleo de Estudos em Semântica Lexical reúne alunos do Programa de Pós-Graduação em Linguística e da Graduação em Letras – Língua Portuguesa e Literaturas da UFSC, orientados pelo Professor Doutor Heronides Maurílio de Melo Mora. Foi criado em virtude da inexistência de um núcleo de pesquisa dedicado exclusivamente à área de semântica. O campo da semântica lexical, especificamente, já faz por merecer a implantação de um grupo de pesquisa institucionalizado na UFSC, por tratar-se de área de pesquisa bastante promissora, que envolve vários campos de interesse e que aborda questões relevantes como a relação entre estrutura linguística e estrutura conceptual; interação entre léxico e gramática; relação entre conhecimento léxico-conceptual e conhecimento enciclopédico; relação entre estrutura lexical e usos metafóricos e metonímicos; e desenvolvimento de formalismos compatíveis com processamento de linguagem natural. Essa área de pesquisa apresenta grande produtividade na linha de pesquisa “Léxico e Significação”, na Pós-Graduação em Lingüística da UFSC, com a formação contínua de mestres e doutores e a publicação de vários artigos e livros.

nuLIME – O núcleo Literatura e Memória congrega professores-pesquisadores, mestrandos, doutorandos e alunos de Iniciação Científica em torno dos seguintes temas: a história da literatura e a construção de cânones, a preservação e reconstituição de acervos, a edição e a conservação de parte do acervo literário do intelectual catarinense Harry Laus, a intervenção das narrativas de si na (des)construção da história literária, a investigação em torno das teorias feministas e dos estudos de gênero, a produção feminina do século XIX e do século XX e a relação literatura e ensino, através de memórias e registros de leitura.

NUPILL – O Núcleo de Pesquisas em Informática, Literatura e Lingüística tem como proposta central o desenvolvimento de pesquisas sobre os textos literários em meio digital, abrangendo uma gama que vai da criação à leitura utilizando dispositivos e processos da informática, passando por estratégias e ferramentas de ensino e aprendizagem de literatura, assim como das práticas de produção de textos. As atividades aqui desenvolvidas contam com a participação de alunos da graduação e da pós-graduação (mestrado e doutorado), assim como de pesquisadores de universidades de todo o país.

NUTEL – O Núcleo de Estudos de Teologia e Literatura trata das relações possíveis entre Teologia e Literatura, participando do novo ramo de estudos denominado Teopoética. Seu objetivo é promover uma abordagem literária da Bíblia, enquanto texto aberto, inter- e transdisciplinarmente. O NUTEL é composto por professores da UFSC e de outras Instituições de ensino.

VARSUL – O projeto Variação Lingüística Urbana na Região Sul é uma proposta de pesquisa sociolingüística que se desenvolve em quatro Universidades Brasileiras: Universidade Federal de Santa Catarina, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Universidade Federal do Paraná e Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Esse projeto visa descrever o português falado no Sul do país.